“Não há nada novo debaixo do sol” (Ec 1.9)

8 10 2007

jrjuventudereencontro.wordpress.com

Anúncios




O gato e o rato

16 07 2007

gatoerato.jpg

Depois de ser perseguido durante um bom tempo por um gato, o rato esconde-se em uma toca e fica ali durante horas. Até que, ao ouvir latidos de cachorro, achou que o gato tivesse ido embora, e saiu para passear. Contudo, assim que enfiou a cabeça para fora, foi pego pelas garras do gato.– Você imita latidos? – perguntou espantado.
– E o gato respondeu : – Meu amigo, neste mundo globalizado, quem não fala duas línguas morre de fome.





A doação do Joãozinho

16 07 2007

pipoca.jpg 

No parque, Joãozinho pede dinheiro à sua mãe para dar a um velhinho. A mãe, sensibilizada, dá o dinheiro, mas pergunta ao filho:
– Para qual velhinho você vai dar o dinheiro, meu anjo?
– Para aquele ali que está gritando: “Olha a pipoca quentinha!!!”





É verdade!!!

14 07 2007

640450821_4438cb1109_o.jpg





A profissão mais antiga

9 06 2007


Três homens estavam conversando e discutiam qual tinha a profissão mais antiga.
O primeiro falou:
– A minha profissão é a mais antiga. Quem você acha que ajudou a construir a Arca de Noé? Um marceneiro é claro!
O segundo:
– Que nada, a minha é muito mais antiga. Quem você acha que plantou todas as árvores e flores do Jardim do Édem? Um jardineiro!
Terceiro:
– Vocês estão por fora, a minha é sem dúvida a mais antiga. Quando Deus falou “Haja Luz”, quem vocês acham que fez toda a instalação elétrica?





Pai nosso

9 06 2007

Uma criança de três anos perguntou à avó:

– Avozinha, porque é que na oração do Pai Nosso só pedimos “o pão nosso de cada dia”? Não seria melhor pedir pão para toda a semana?
– Deus é muito bom, por isso ele não nos quer dar pão duro! – respondeu a avó da criança.





Na classe

9 06 2007

A nova professora chega na classe e diz:

– Crianças, já vou logo dizendo que eu não acredito em Deus! Quem é ateu também levante a mão!

Como sabemos que crianças às vezes concordam com tudo, especialmente quando não querem ir contra uma nova professora, quase todos levantaram a mão. Quase todos, menos uma corajosa menininha.

– Ei você aí, disse a professora, por que você não levantou a mão?
– Eu sou crente, professora!
– Ah, é? Então me diga por que você é crente?
– Fácil professora: papai é crente, mamãe é crente e eu também sou crente.
– Menina, essa foi a explicação mais burra que já ouvi em toda a minha vida. Se por acaso seu pai e sua mãe fossem retardados, o que é que você seria???
– Eu acho que eu seria ateísta, professora…